sábado, 28 de agosto de 2010

O Sofrimento



No antigo testamento o sofrimento era tido como uma conseqüência do pecado. Portanto, se você pecou deve pagar pelo seu pecado, e sofrer por suas atitudes.
No novo testamento, Jesus usou o sofrimento de um homem para ensinar sobre fé e para glorificar a Deus. Às vezes pessoas inocentes sofrem. Se Deus tirasse o sofrimento sempre que pedíssemos, nós o seguiríamos pelo conforto e pela conveniência, e não por amor e devoção. Apesar das razões de nossos sofrimentos, Jesus tem o poder de nos ajudar a lidar cada um deles. Quando você sofre de uma doença ou por uma tragédia, tente não perguntar "Porque que isso aconteceu comigo?" ou "O que que eu fiz de errado?" Ao invés disso, peça a Deus para que Ele te dê força para continuar e uma perspectiva mais clara sobre o que esta acontecendo.
Deus permite o sofrimento para que sejamos educados nas questões espirituais.
Em Isaías 55. 8,9 diz: "Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o Senhor, porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos."

“Dê uma atenção especial à comparação implícita. Os pensamentos de Deus não são os nossos pensamentos, nem são como os nossos. Nem estamos na mesma vizinhança. Estamos pensando: preserve o corpo; Ele está pensando: preserve a alma. Sonhamos com um aumento de salário; Ele sonha em ressuscitar os mortos. Evitamos dor e procuramos paz; Deus usa a dor para trazer paz. “vou viver antes de morrer”, decidimos; “Morra para que você possa viver”, Ele instrui. Gostamos do que enferruja; Ele gosta do que dura. Alegramo-nos com nossos sucessos; Ele se alegra com as nossas confissões. Mostramos a nossos filhos o astro da Nike exibindo um sorriso de um milhão de dólares e dizemos: “seja como Ronaldo”; Deus aponta para o carpinteiro crucificado que tem os lábios manchados de sangue e um dos lados dilacerados e diz: “seja como Cristo”.”
Nossos pensamentos não são como os pensamentos de Deus. Nossos caminhos não são como os seus caminhos."
(Dias melhores virão, de Max Lucado)

Jesus quando nos convidou a caminhar com Ele, não nos prometeu uma vida de bençãos, riquezas e conforto, pelo contrário, ele nos chama a tomar a nossa cruz e segui-lo ( Mateus 16.24).
Certa vez ouvi dizer que a vida cristã é um mar de rosas, pode até ser, mas isso não significa que tais rosas não tenham espinhos. Lembre-se que não foi com rosas que Jesus foi coroado na Cruz, mas com os espinhos... talvez essa seja a melhor porção para a nossa vida.
O apóstolo Paulo nos lembra que não devemos temer nossas leves e momentâneas tribulações, pois elas causam em nós um peso de glória que é eterno! (2 Coríntios 4.17)

Que Deus te abençoe
Beijos com Carinho!
Pris

4 comentários:

Kadu disse...

Com certeza a vida do Cristão não e o mar de rosas, pois a nossa recompensa e eterna, e não aqui nesse mundo, e quando falo em mar de rosas são as coisas que achamos que são importante...mas e importante mesmo..
DEus abençoe

www.espiritoemverdade.blogspot.com

Lazaro Costa disse...

Oi Priscila eu estou seguindo seu blog

Visite o meu, se gostar siga!!!!!

www.lazarocosta.blogspot.com

Kadu disse...

oie pri ta autorizado, so coloque a fonte no fim do texto ta...fica na paz
se quiser seguir via twitter
@adoracao_musica

fernandaferrari disse...

Nossa Pri,verdadeira as palavras escritas aqui.Amo Max Lucado*-*.
Amar a Deus sobre todas as coisas inclui tbm nos momentos de sofrimento.Bjks Fer